É verdade que a realidade virtual ainda não atingiu todo o seu potencial e até atuou como uma promessa não cumprida ao longo dos anos. No entanto, isso não quer dizer que nunca o fará. A realidade virtual (VR) requer uma série de soluções potenciais. Preço e disponibilidade, fones de ouvido que são um pouco complicados e problemas de glitch.

Realidade Virtual - Onde Está o SEO Nela?

Apesar disso, há evidências de pesquisas e pesquisas indicando que a realidade virtual está em ascensão, tanto em termos de popularidade quanto de demanda. Os seguintes setores estão fazendo uso da realidade virtual, além daqueles que incluem recreação e entretenimento em casa:

Treinamento: Como uma alternativa econômica e sem riscos aos métodos tradicionais de treinamento, os agentes da lei começaram a adotar a realidade virtual. O interrogatório de suspeitos, a execução de prisões práticas e o gerenciamento de situações potencialmente violentas são todos os usos possíveis para simulações.

Turismo: O setor de viagens foi impactado negativamente pelo surto do Coronavírus, mas as inovações em realidade virtual ajudaram a saciar o desejo de viajar de muitas pessoas que gostam de viajar. Existem várias empresas que desenvolveram meios interativos de viajar pelo mundo. Uma dessas empresas é a National Geographic, que produziu uma experiência de realidade virtual chamada Explore VR. Essa experiência permite que os usuários viajem para locais de tirar o fôlego, como Antártica e Machu Picchu.

Empresas do setor imobiliário, como a Zillow, começaram a implementar a realidade virtual em suas operações diárias. A utilização da realidade virtual pode trazer inúmeras vantagens para os agentes imobiliários, incluindo a redução de despesas e economia de tempo, bem como a oportunidade de os potenciais compradores “montarem” as montras através de várias casas diferentes ao mesmo tempo.

A realidade virtual é uma tecnologia importante que é utilizada pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD). Os militares utilizam a realidade virtual para treinamento que não pode ser realizado no mundo real devido ao fato de ser muito caro, muito raro ou muito perigoso. Além disso, pode ser útil no processo de fabricação de armas e melhoria de equipamentos.

No mundo dos esportes, uma estratégia que vem sendo usada há muito tempo é as equipes revisarem treinos ou jogos gravados em vídeo para avaliar o desempenho tanto de seus próprios jogadores quanto dos jogadores de seus oponentes. A National Football League (NFL), a National Association for Stock Car Auto Racing (NASCAR) e a National Basketball Association (NBA) começaram a usar a realidade virtual (VR) para auxiliar na prática e treinamento em simulações em tempo real.

A primeira coisa que vem à cabeça da maioria das pessoas quando pensa em realidade virtual são as possibilidades de entretenimento que ela oferece. A realidade virtual e a realidade aumentada são mais frequentemente vivenciadas por meio de videogames. No entanto, existem tipos adicionais de entretenimento de realidade virtual, como cinema imersivo e parques de diversões VR.

A realidade virtual percorreu um longo caminho nos últimos anos, e esses avanços tornaram possível servir como uma ferramenta poderosa para expressar a intenção do projeto com os arquitetos. O uso de RV pode ser útil durante fases como a fase de projeto para construção, revisão de projetos e apresentação de propostas e resolução de erros antes do início do processo de construção.

A realidade virtual apresenta aos artistas a oportunidade de testar os limites e fronteiras de seu trabalho neste meio. Os consumidores podem “entrar” na obra de arte por meio do uso de filmes interativos, orientações e panoramas esféricos de 360 ​​graus que têm a aparência e a sensação de exibições de museus de alta qualidade.

No campo da aviação, os pilotos são obrigados a completar um treinamento abrangente que inclui o uso de simuladores de voo e telas de computador. Os simuladores de voo tradicionais, que eram proibitivamente caros ou complicados, deram lugar a uma alternativa mais prática e econômica: a realidade virtual. A realidade virtual permite que os pilotos treinem para a experiência de estar no cockpit e até construam sua própria aeronave.

Horizon Workrooms são salas de conferência de realidade virtual (VR) que foram introduzidas pelo Facebook como um possível passo em direção ao futuro das teleconferências. Em breve, as empresas e seus funcionários poderão entrar em um mundo de realidade virtual (VR) com seus próprios avatares e sentar juntos em uma mesa de conferência digital. Isso substituirá a prática atual de usar o Zoom.

As informações podem ser comunicadas mais rapidamente e de maneira mais fácil de compreender com o uso de visualização de dados, realidade virtual e realidade aumentada. Com a ajuda da visualização de dados de RV, os empresários teriam mais facilidade para compreender ideias abstratas, como o mercado de ações, as mudanças climáticas e até o Brexit.

Jornalismo (jornalismo imersivo): O jornalismo imersivo refere-se a artigos que são produzidos digitalmente e ajudam a criar uma experiência em primeira pessoa com eventos e notícias atuais. O jornalismo imersivo fez uso da realidade virtual em situações como a Baía de Guantánamo, onde um jornalista conseguiu entrar virtualmente na prisão para coletar áudios e visuais genuínos com o objetivo de coletar informações para uma reportagem.

Publicidade e promoção: a realidade virtual tem o potencial de melhorar os esforços de marketing e promoção de toda e qualquer empresa. A probabilidade de os clientes comprarem um produto pode ser aumentada proporcionando-lhes uma experiência que seja fiel ao uso pretendido do produto. O primeiro exemplo de um test drive de realidade virtual, o Volvo Reality foi o primeiro de seu tipo a permitir que potenciais compradores toquem, sintam e experimentem seus veículos.

Um dos exemplos mais proeminentes de realidade virtual (VR) entrando no mundo das mídias sociais é o recente rebranding do Facebook para Meta. Os usuários do Facebook Horizon poderão participar de atividades sociais em grupo, conversar com seus amigos e até construir seus próprios mundos virtuais. Existem outros aplicativos de RV, como VRChat e REC Room, que permitem que os usuários interajam entre si e joguem em salas públicas e privadas.

SEO (Otimização para mecanismos de busca) e marketing em realidade virtual: acompanhando as tendências

De acordo com Cas Paton, MD da Onbuy.com, “é necessário que as empresas adaptem novas tecnologias em seus negócios para ajudar a acompanhar os tempos”. “Como a tecnologia está crescendo em um ritmo tão rápido, é importante que as empresas incluam novas tecnologias em seus negócios.”

Há muitos sinais que apontam para que as compras sejam feitas totalmente on-line se tornando a norma no futuro. O público está ficando mais jovem, o que significa que é mais provável que eles queiram evitar ir aos varejistas.

De acordo com os resultados de uma pesquisa realizada pela OnBuy.com, mais da metade das pessoas na faixa etária de 25 a 34 anos prefere comprar online do que em uma loja tradicional. Uma das razões para isso é para que os clientes não precisem conversar com os funcionários enquanto estão dentro da loja. Além disso, 61% dos millennials afirmam acreditar que é mais eficaz se comunicar com um varejista por meio de mensagens de texto ou bate-papo online.

Houve uma mudança significativa em direção ao comércio eletrônico à medida que as lojas on-line evoluem para showrooms virtuais, onde os compradores podem testar um produto antes de comprá-lo, e as lojas físicas estão servindo cada vez mais como centros de experiência, e não apenas como locais para comprar um produto.

O termo “Geração Z” (às vezes abreviado como “Geração Z”) refere-se à coorte de indivíduos que nasceram na última parte da década de 1990 e início dos anos 2000. A Geração Z representa um grupo demográfico singular e inovador de clientes. A perspectiva que os jovens trazem para o ato de comprar mudou como resultado direto de sua criação no ambiente tecnologicamente avançado de hoje. É do conhecimento geral que a geração atual terá uma influência significativa sobre como as pessoas compram nos próximos anos.

Estudos indicam que os membros da Geração Z não sentem fidelidade a marcas específicas e desejam alterar frequentemente suas roupas e aparência para estarem atualizados com as tendências da moda. Isso pode tornar difícil para as marcas adquirir sua confiança, mas pode abrir as portas para novas opções.

O Instagram adicionou recentemente uma função que permite aos usuários vincular diretamente ao site de uma marca a partir de uma imagem que compartilharam na plataforma, capitalizando a propensão da geração millennial para compras rápidas.

Além disso, a pandemia causada pelo Coronavírus teve um efeito significativo no setor de varejo. Durante o período em que o mundo estava confinado, não era viável comprar itens em estabelecimentos tradicionais.

Por outro lado, isso resultou em um aumento significativo na quantidade de compras feitas online. De fato, a receita da Amazon disparou durante o bloqueio do COVID, aumentando surpreendentes 40%.

Quando se leva em conta todos esses diferentes aspectos, torna-se evidente que os métodos tradicionais de compras, como ir às lojas, estão se tornando cada vez mais obsoletos.

Atualmente, os clientes querem encontrar maneiras mais rápidas e eficazes de comprar o que precisam. Todos, independentemente da idade ou sexo, agora podem comprar o que quiserem com apenas o toque de um dedo, graças aos avanços da tecnologia.

Realidade Virtual - Onde Está o SEO Nela?

Para onde vamos a partir daqui: Otimização do Ambiente Virtual (VEO)?

O uso da realidade virtual e da realidade aumentada já começou a ter um impacto significativo em vários setores diferentes. Por que não devemos esperar que a próxima área de domínio seja no varejo e nas compras online? Parece que a realidade virtual e a realidade aumentada são o caminho a seguir no futuro se os consumidores estiverem procurando uma experiência imersiva ao fazer compras online.

Exemplos de realidade virtual e realidade aumentada sendo usados ​​no marketing atualmente incluem a experiência de mundo VR da Nike, que permite que os usuários experimentem roupas e sapatos, e o aplicativo “The Place” da IKEA, que permite aos usuários usar AR para colocar móveis em seus casas. Ambos os exemplos estão disponíveis para os consumidores.

Imagine ir à sua loja favorita para escolher um novo guarda-roupa ou fazer suas compras semanais de supermercado sem precisar sair da comodidade de sua própria casa. Mesmo que já existam aplicativos que podem ajudá-lo a comprar coisas online, o potencial que a realidade virtual tem a oferecer em termos de compras online tem potencial para ser superior a qualquer experiência de compra com a qual estamos familiarizados.

Os profissionais de marketing têm o dever de acompanhar as tendências em desenvolvimento nos negócios de realidade virtual, porque claramente não há indicação de que o progresso tecnológico venha a desacelerar. Nos últimos anos, a otimização de mecanismos de pesquisa, ou SEO, desempenhou um papel significativo no marketing e nos negócios. No entanto, a ascensão dos negócios de realidade virtual pode dar origem a um novo termo: otimização do ambiente virtual (VEO).

Mindy Weinstein, fundadora e CEO da Promote Mindshift, é de opinião que a realidade virtual veio para ficar; por isso, como profissionais de SEO, precisamos nos adaptar a esse novo ambiente e estar preparados para comercializar dentro dele. Weinstein foi citado dizendo que a expansão do metaverso era inevitável e algo que temos que começar a levar em consideração imediatamente. “Por exemplo, considerando que o metaverso é principalmente um ambiente visual, devemos fazer questão de incorporar imagens amigáveis ​​para SEO em nossos esforços de marketing de conteúdo.

Além disso, como o metaverso já foi projetado para suportar áudio, ele não requer um grande salto de imaginação para prever algum tipo de opção de pesquisa por voz sendo implementada no futuro. Como resultado disso, acho que, à medida que o metaverso se desenvolve, os profissionais de marketing digital precisam colocar a pesquisa por voz na vanguarda de suas mentes.

Realidade Virtual - Onde Está o SEO Nela?

Blippu.com

Veja também.